7 de janeiro de 2013

Pensamentos da madrugada...

Escrito por Rafael Leite


Passei para a segunda etapa do vestibular da UFMG. Viva. Claro que eu quero muito entrar para a faculdade e tudo mais, além de ser uma excelente universidade, é de graça. Porém, há algo me matando: a pressão para que eu consiga passar no vestibular. Não só das pessoas, mas principalmente a pressão que eu mesmo faço em cima de mim. Eu REALMENTE quero passar, mas não consigo estudar em ritmo frenético nas vésperas da prova. Quem me conhece sabe que eu nunca estudo para uma prova nas vésperas. Porém - mais a insegurança, seguido da pressão de amigos e família - me obrigam com que eu estude na véspera do vestibular. E eu fico com raiva de mim mesmo por não conseguir, isso não combina comigo. Definitivamente, não funciono sobre pressão.
Várias coisas me fizeram desesperar mais ainda com a segunda etapa. Eu fiquei apenas um ponto acima da nota de corte do meu curso. Fiquei imaginando que, se divulgassem o ranking, eu deveria ter ficado lá pro 100º lugar, ou até mais embaixo. Fico imaginando o poder dos meus concorrentes. Até já imaginei que eu poderia ficar em 120º lugar na segunda etapa... E isso me corrói cada vez mais... Para piorar, minha nota da redação foi péssima, e ela é usada para a segunda etapa da Federal... Ou seja, eu preciso ir MUITO bem nas provas específicas. Assim que eu fico colocando essa pressão em mim, “você tem que conseguir passar”, “você tem que estudar”. E pior ainda, não sei que método de estudo funciona comigo! Eu nunca fiz isso, estudar nas vésperas da prova... Em toda minha vida fiz as avaliações apenas com as aulas e deveres de casa. Mas dessa vez é diferente, a prova é em pleno Janeiro, já até me formei, estou longe de salas de aula há mais de um mês! Aí vem a insegurança, que não conseguirei estudar e nem fazer prova, não me lembro de nada, essas coisas... É difícil, é complicado...
Eu sei, eu tenho que relaxar um pouco... Mas nos momentos que relaxo fico pensando que preciso estudar... E as pessoas ficam me falando que preciso estudar... Porém nenhum estudo é eficaz se acompanhado de uma pitadinha de desinteresse e cansaço... Mas ainda acho que a preparação que fiz durante o ano no colégio foi boa, e será eficaz para passar na UFMG. Cheguei até aqui apenas com ela, e tenho certeza que chegarei lá da mesma forma. Quem sabe uma rápida revisão na matéria, só para realmente relembrar alguns assuntos, serão o suficiente para eu fazer uma excelente prova?
Enquanto escrevo este texto, tento ficar mais calmo para fazer uma prova excelente. Acho que essa será a chave para o sucesso: calma. E realmente fiz este texto mais como forma de desabafo, para tentar acalmar e esvaziar a mente desses pensamentos todos que me atordoavam... O negócio é levantar a cabeça, revisar a matéria, ter confiança e botar pra fuder...

PS: sei que me arrependerei de publicar este texto, mas fazer o que...

0 comentários:

Postar um comentário