27 de janeiro de 2013

Mais do mesmo: Santa Maria 2013 x Belo Horizonte 2001

Escrito por Rafael Leite


Há 11 anos e 2 meses atrás ocorreu um grande incêndio no Canecão Mineiro, aqui em Belo Horizonte/MG, na Av. dos Andradas, matando 7 pessoas e deixando outras 300 feridas. Um show pirotécnico no palco acabou atingindo o isolamento acústico do local, que acabou pegando fogo. E, mesmo com o incêndio, os seguranças impediram a saída dos clientes do estabelecimento.
 
Há pouco tempo, a TV Globo Minas relembrou o acidente do Canecão Mineiro
E no dia de hoje, outro grande incêndio atingiu a boate Kiss em Santa Maria/RS, na Rua dos Andradas. Mesma coisa, um sinalizador soltado no palco que incendiou o isolamento acústico, e, mesmo com o incêndio, os seguranças impediram a saída do público. Porém, tivemos mais de 230 mortes no caso de hoje. O mesmo erro, que custou a vida de outras centenas de pessoas. Porque as pessoas repetem os erros?
É, no mínimo, intrigante. Porque, na época do acidente do Canecão, não PROIBIRAM os shows pirotécnicos em ambientes fechados? É meio óbvio que, uma hora ou outra, o acidente iria se repetir. Mas, como o local não tinha alvará de funcionamento e estava irregular, sem saídas de emergência e tudo mais, parece que as pessoas esqueceram de se importar com o motivo real do incêndio e não fizeram simplesmente nada sobre isso. Imaginem, se uma lei tivesse sido criada lá em 2001 proibindo esses shows pirotécnicos em palcos fechados, nada disso aconteceria.
Outra coisa a se pensar são as saídas de emergência e as saídas de ar dessas boates. Muitos desses mortos em Santa Maria faleceram por pisoteamento e por causa da inalação da fumaça tóxica. Na época do incêndio de Belo Horizonte,         o teto se desmanchou, o que eu imagino que ajudou a fumaça subir e se dissipar pelo ar. Além disso, muitas pessoas fugiram do local pelo teto, segundo a reportagem que mostrei acima. Com isso, muitas mortes puderam ser evitadas. Mas no caso de Santa Maria, o local estava completamente fechado, a fumaça se concentrou naquele ambiente, o que causou as mortes por asfixia, e havia apenas uma porta de saída do local, o que dificultou a saída das pessoas.
E agora? Vão finalmente proibir shows pirotécnicos em ambientes fechados? Obrigar os locais a terem mais saídas de emergência? Ou teremos mais uma vez um incêndio como a do Kiss e a do Canecão Mineiro? Quantas pessoas mais terão que morrer para que façam alguma coisa? Nos vemos daqui a 10 anos.
Essa postagem pode ser alterada a qualquer momento com novas informações sobre o incidente.

0 comentários:

Postar um comentário