11 de maio de 2012

Escrito por Kk Moura
Domingo é dia das mães, e todos os “bons” filhos foram comprar os devidos e merecidos presentes para suas queridas progenitoras. É muito bom presentear alguém que te presenteia o ano inteiro, e muito do mais do que isso, que suporta a maioria de suas mudanças de humor, que te dá conselhos ou puxões de orelha que em um futuro breve ou distante servirão para te proteger de alguns obstáculos impostos pela vida.
Entretanto eu queria ressaltar algo que comecei a pensar a um tempo atrás, posso estar totalmente errada, mas o que penso é que o amor de mãe e filho deve ser sim questionado, porque não acho que uma mãe e um filho se amem apenas por ocuparem esses papéis. O amor de mãe e filho deve ser construído, primeiramente pelo afeto e a educação que sua mãe passa para você, e em segundo plano o que você trás de retorno para ela, afeto e ações que façam ela sentir orgulho de ser sua mãe.
Ou seja, antes de você entregar flores, chocolates, perfume à sua mãe, pense bem se você anda regando a amizade e o amor entre vocês, se você adoça o dia dela quando a oferece simplesmente um abraço... se você é um filho de verdade, ou é apenas exerce um papel imposto pela sociedade.
Para todas as verdadeiras mães, um feliz dia das mães!

2 comentários:

Anônimo disse...

Véii... você broca de mais o/
Rafael Cotrim ;D

Raíssa disse...

Adorei o texto. Temos que sempre refletir quanto nossas atitudes frente às pessoas que gostamos e em especial as nossas mães! Parabéns KK!!!

Postar um comentário