23 de fevereiro de 2012

Passou...

Escrito por Rafael Leite

O tempo passa rápido, que nem ele...
Por incrível que pareça, o tempo passa. Mais rápido que pensamos. Ou que pareça, sei lá. Eu não achava que ele passasse tão rápido, e ainda acho que ele passa mais rápido do que eu penso que ele parece que passa. É, compliquei demais. Melhor ser simples: o tempo passa e ponto. A gente não vê, mas passa. E como a gente não vê, a gente não aproveita esse tempo que passou.
“Amanhã eu faço”, “Semana que vem eu vou aí”, etc, etc, etc... Termos utilizados por nós para deixar algo para depois. Mas será que terá um amanhã?
Esse é meu maior problema: deixar tudo para depois. Eu tenho 16 anos já e até hoje não aprendi a fazer as coisas enquanto é tempo! Enrolo tudo, desde sair com os amigos até a hora de piscar o olho. E só percebi esse ano que o tempo passa mais rápido do que parece. Ainda preciso aprender que o tempo passa mais rápido do que eu penso. Tempo, tempo, tempo, tempo. Olhe você mesmo, o tempo que gastei escrevendo tempo nesse texto podia ser um tempo utilizado para as outras coisas mais importantes nesse tempo, digo, nesse mundo.
Eu preciso fazer agora, você precisa fazer agora. O tempo não pára, não passa devagar, não é eterno.

3 comentários:

Anônimo disse...

boa garoto!!! =D

Bernardo Papini "Freegells" disse...

curti véi, já percebi isso também! Passa raáápido....

Carlo Tres disse...

Sempre fico refletindo sobre a ideia de não existir o amanhã, por isso de um tempo pra cá tento fazer tudo sem ter certeza se vou acordar amanhã. E a minha vida se tornou bem melhor pensando assim.

Postar um comentário