16 de setembro de 2010

Era uma vez o Amor...

Escrito por Igor Batalha



Em algum tempo distante, o amor era mais puro, verdadeiro, sincero e transparente. Era também muito mais rigoroso que atualmente, precisava ralar muito para conquistar uma menina, pedir para o pai dela autorizar o namoro, namorar somente em casa, entre outras regras consideradas desagradáveis nos dias de hoje.

É fato que a liberdade para namorar alguém na atualidade sempre foi sonhada pelos jovens que viveram em uma época antiga e bem distante da nossa.
O que quero passar é que antigamente, mesmo com os costumes chatos, tudo era mais sério, os casamentos duravam anos e tudo isso era valorizado. Agora vejamos como as coisas acontecem nos dias de hoje.

Antes as mulheres buscavam homens com personalidade, homens que poderiam dar o carinho que elas precisavam, hoje em dia as principais exigências são o dinheiro, o carro, uma faculdade, os músculos e o amor verdadeiro que se foda. Hoje em dia homem que não tem carro é a mesma coisa de um homem que não tem pinto.

É preciso ver o lado B da coisa também! Não são só as mulheres que fazem isso, os homens estão sempre mais interessados em seios empinados, glúteos definidos do que qualquer outra coisa, se a mulher for imatura, burra ou seja lá o que for, não importa, tendo uma bundinha empinada já da pra “esquecer” o resto.

Se as mulheres reconhecessem a beleza que há em muitos homens assim como os homens com as mulheres, tudo seria mais duradouro e mais prazeroso.

Amor não tem preço, nem silicone!

A cada minuto, relacionamentos começam pra depois de 1 mês fuder tudo no namoro e pelo menos um deles ficarem revoltados e precisarem ir pra putaria simplesmente porque querem mostrar pro parceiro(a) que já tao pegando geral e não tão nem fudendo se o outro vai ligar.

Já vi muita gente malhar em academia só pra criar tanquinho na barriga pra poder pegar mulher a rodo e achar que é o gostosão da balada. Se não tivesse mulher pra dar bola pra um merda desse, nada disso aconteceria.

A mesma coisa acontece em micareta, vai aquela pancada de gente, paga 60 pila pra pegar 20 mulher e ainda ganhar um sapinho de presente. Baaah, come uma puta logo!
Claro que não é todo mundo que vai pra micareta com essa intenção, os que realmente vão pra curtir a musica, a festa, não tenho nada contra, cada um sabe do que gosta, o que não dá é pagar tão caro só pra pegar ir la sapecar umas danada e chegar no final da festa e falar: “peguei 20 mina, ganhei a posta seus babaca, sou o mais gostosão dessa porra”

Tem que ser muito babaca mesmo pra fazer uma merda dessa.

Enfim, vamos dar valor pra quem merece, amar quem nos ama e esquecer por alguns instantes o dinheiro, a matéria e deixar a química rolar.

1 comentários:

Anônimo disse...

estranho, para mim antigamente o casamento era arranjado, entao nao tinha como o amor prevalecer....

Postar um comentário